Impactos do sistema de plantio direto com cobertura vegetal (spdcv) sobre a dinâmica da água, do nitrogênio mineral e do carbono do solo do cerrado brasileiro

 article ACL | |     

Artigo originalmente publicado sob o título Impacts des systèmes de culture en semis direct avec couverture végétale (SCV) sur la dynamique de l'eau, de l'azote minéral et du carbone du sol dans les cerrados brésiliens, no periódico Cahiers d'études et de recherches francophones/Agricultures. Volume 14, Numéro 1, 71-75, janvier-février 2005. Nas regiões tropicais, principalmente no Cerrado brasileiro, para assegurar uma produção agrícola sustentável, é preciso recorrer a novos sistemas de cultura. Por isso, foi desenvolvido o Sistema de Plantio Direto com Cobertura Vegetal (SPDCV), que preconiza o não-revolvimento do solo e o cultivo de plantas de cobertura, antes ou depois da cultura comercial, para produzir mais biomassa e proteger permanentemente o solo. Desde 1999, vários estudos vêm sendo realizados no âmbito de um projeto de pesquisa franco-brasileiro. O principal objetivo foi quantificar os efeitos do SPDCV sobre a dinâmica da água, do nitrogênio e do carbono no perfil do solo. Os resultados permitiram confirmar que o uso desse sistema diminui significativamente o escoamento superficial e a erosão hídrica do solo. Nele, a oferta global de nitrogênio para a cultura comercial é maior. Além do mais, a planta de cobertura pode aproveitar a água e o nitrogênio não utilizados pela planta comercial para produzir mais biomassa, restituindo nutrientes para a próxima cultura comercial. Considerando as importantes restituições de biomassa proporcionadas por esse novo sistema a várias espécies cultivadas por ano, o SPDCV resultou em um balanço positivo de carbono e no aumento da taxa de matéria orgânica do solo. Termos para indexação: plantas de coberturas, reciclagem, utilização de biomassa, matéria orgânica, modelagem.

Mots-clés : eau, séquestration de carbone, gestion du sol, scv, biomasse

Otimização dos sistemas de cultivo do algodoeiro em plantio direto e conselho de gestão

 Document de projet | |     

Este projeto concebeu as técnicas de Plantio Direto para a cultura algodoeira, que estão já amplamente difundidas no estado do Mato Grosso pelo Grupo MAEDA (+ de 10 000 ha em 1999/2000) e por outros operadores, e continue de perfeiçoa-las (Progressos agronômicos, técnico-econômicos,minimização dos impactos no meio ambiente). O “know how” adquirido no Brasil com uma agricultura mecanizada foi gradativamente transferido e adaptado para agriculturas familiares de outros continentes em outros projetos do CIRAD, monitorados pela equipe Brasil : Madagascar, La Réunion , Ásia, etc. (Cooperação Sul – Sul).

Mots-clés : soja, scv, Coton, biomasse, couverture permanente
1/1